Keylogger – O que é e como se previnir

Quando os computadores surgiram de facto na década de 70, eles eram apenas um luxo de algumas empresas e órgãos do governo que usavam para atividades que precisavam de precisão superior e taxa de falha inferior a de humanos. Dizem que Deus criou o computador, e o Diabo com inveja foi lá e criou os vírus. Discussões teológicas a parte, os vírus são uma ameaça terrível que tem se desenvolvido na mesma escala que os computadores e já causaram prejuízos bilionários para alguns.
Uma dessas variantes de vírus de computador se chama Keylogger.  Destrinchando etimologicamente a palavra, temos Key (teclas) e logger (registrador): ou seja, um vírus que registra teclas digitadas num computador. Mas que tipo de prejuízo isso pode trazer as nossas máquinas?

É bem fácil de medir o prejuízo: Como é um vírus que captura teclas digitadas no teclado, senhas , conversas, registros, documentos e outras fontes de texto importantes podem ser registradas e enviadas para um Crackermal intencionado e causar vários danos não ao seu computador, mas aos usuários. Eles podem ser encontrados em duas formas principais: Software ou Hardware.

 

Keylogger de Software é o tipo mais comum de Keylogger: ele se instala silenciosamente no computador do usuário e começa a capturar as teclas digitadas por ele. Simples assim. Eventualmente o software vai salvar essas teclas e enviar para quem tenha instalado ou implantado o keylogger no computador, roubando desde contas de Facebook até coisas mais sérias, como senhas de bancos e logins administrativos de grandes corporações.

Keylogger Hardware são mais fáceis de serem detectados, mas requerem atenção especial quanto a sua instalação: São peças físicas ligados entre o conector e o cabo do teclado que permite que as teclas digitadas sejam interceptadas e gravadas numa memória flash antes de chegarem ao sistema operacional. São mais comumente usado em salas com grandes servidores, onde uma pequena peça passaria despercebida em um grande número de cabos e conectores.

Keylogger conectado entre o computador e o teclado

Como evitar os keyloggers?

A premissa original dos keyloggers eram registrar o que os funcionários de uma grande empresa ou o que os filhos de pais preocupados faziam no computador. Mas se até a grandiosa invenção do avião foi usada para prejudicar outras pessoas por que seria diferente com os Keyloggers? A triste resposta é que não são. É por isso que recomendamos as seguintes ações para evitar que você adquira um keylogger.

  • Utilize sempre um bom antivírus com antispyware (que são os vírus “espiões”) atualizado e funcionando
  • Recuse abrir qualquer tipo de arquivo suspeito vindo de e-mail
  • Desconfie se houver algum ícone estranho na sua barra de ferramentas ou quando houver delay enquanto digita textos no computador
  • Mude frequentemente suas senhas!
  • Quando for usar Netbanking ou serviços bancários, prefira usar os teclados virtuais do próprio site ou do Windows (Iniciar > Todos os programas > Acessórios > Acessibilidade > Teclado Virtual)
  • Computadores públicos são os principais alvos não só de keyloggers, mas de outros vírus. Evite usá-los caso suspeite de algo
  • Envie seu computador para assistências técnicas de qualidade garantida. Muitos “técnicos” se aproveitam do computador de seus clientes para instalar software mal-intencionado nas máquinas.

fonte:http://www.guiadopc.com.br/artigos/29317/o-que-e-keylogger.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+guiadopc+%28Guia+do+PC%29